Periguete, você ainda vai ser uma?

bbb4

Periguete. Ou Piriguete, segundo MC Papo. O funk detectou rapidinho o estilo de ser, viver e se vestir que uma infinita geração de mulheres que não tem idade, nem juízo. Só vontade de andar por aí com três palmos de roupa. Das novinhas às coroas saradas, botocada e disfarçadamente jovens, poucas resistem à tentação da sainha curta, do top, do saltão. Se o dinheiro na conta é muito, ganham ares refinados, com um cristalzinho aqui, um bordadinho ali, uma franja acolá. E não faltam grifes de luxo dispostas a encher o armário delas com esse periguetismo de butique. Se são periguetes de raiz, vão adotar um shortinho com blusinha, e o diminutivo, no caso, é sempre descritivo.

lurdinhaAs ofertas de pouco pano para muito quadril estão por toda parte. Posso viver dez vidas, mas vou continuar sem entender essa necessidade extremada de se expor. Mas sou voto vencido, eu sei. Elas gostam, eles adoram. E periguete que se preze não se contenta só com a ausência de pano nas pernas. Elas escancaram no decote – tem até aqueles recortes no peito, que fazem os seios quase pularem pelo buraco.
É um caminho sem volta. Basta uma olhadinha na novela ou no BBB para entender que tá tudo dominado. Em Salve Jorge, o estilo periguete veste, indistintamente, o núcleo das traficadas (onde sempre caiu bem), a galera do morro, as finas do asfalto. No BBB, onde não há figurinistas, os trajes exibidos vieram na mala das sisters.
Ok, certamente é tema para sociólogos, mas o aspecto que me interessa é um só. Para a moda, o efeito periguetes levou os saltos à estratosfera, encheu de vestidinhos colados as vitrines e jogou a elegância num atoleiro. Daqui a pouco todo mundo vai ter de ser periguete por W.O.,  por absoluta falta de opção de algo melhor para vestir. Será mesmo que uma mulher precisa de recursos tão óbvios para se sentir sexy?
Anúncios

Sobre deborahbresser

Não, aqui ninguém verá o look do dia. Sou da escola em que jornalista não é notícia. Nem o que veste, muito menos a bolsa que carrega ou o sapatinho que usa para bater o pezinho no chão cada vez que é contrariado. De meninas mimadas, o mundo virtual está farto. Sim, há blogs... e blogs. Mas gosto mesmo é do conceito original, de um espaço formatado para a exposição de opiniões sem amarras. Ou de informações que possam ser úteis - ou inúteis, desde que divirtam. Sempre estive nas editorias de futilidades, mas sempre argumentei que se meus colegas de Esportes vão ver jogo de futebol e dizem que estão trabalhando, eu também posso ver desfiles... e estar trabalhando. Simples assim. Já ensaiei algumas vezes usar este espaço profissionalmente, mas acabo sendo engolida pelas circunstâncias. Agora, confesso que estou decidida a tocar esse projeto com mais seriedade. São 25 anos de profissão, já vi, ouvi e vivi coisas suficientes neste mundo das modas para poder dar alguns pitacos. E tomar umas pedradas, sem que fiquem nem arranhões. É isso. Aceito sugestões, dicas, dúvidas... vamos em frente.
Esse post foi publicado em Moda na TV e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Periguete, você ainda vai ser uma?

  1. Esse é um dos motivos pelos quais eu adoro brechós. Realmente acredito que nunca serei periguete, simplesmente não consigo. Mas essa moda é uma triste realidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s